O STF sucumbiu ao Senado

O afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) será revisto, pois, nesta noite, o Supremo afrouxou para o Senado.

Os ministros Alexandre de Moraes, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia decidiram que o afastamento do parlamentar deve ser encaminhado à Casa Legislativa.

A decisão tem impacto sobre o entendimento de que a Corte terá, sempre, que se submeter à vontade dos congressistas.

Resumo da ópera: o STF sucumbiu ao PSDB; não que o entendimento de agora esteja errado (de afastar o parlamentar); apenas confirmou que a decisão anterior da corte estava equivocada.

Comentários encerrados.