Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

lava jato seria nula na Itália, diz ex-magistrado do tempo da Operação Mãos Limpas

Gherardo Colombo, ex-ministro da Corte de Cassação no período da Operação Mãos Limpas, disse que na Itália o processo da lava jato seria nulo.

Em entrevista ao Estadão, o ex-magistrado garante que em seu país um juiz que fez a investigação não podia condenar nem mesmo com o Código de Processo Penal que era de 1930.

O ex-ministro notou que o juiz que fez a investigação no processo contra o ex-presidente Lula (Sérgio Moro) era o mesmo que fez a sentença e isso me deixou um pouco surpreso porque aqui na Itália isso não poderia acontecer.

“Ora, não existe na Itália um sistema para a corrupção similar ao vosso da delação premiada. Não existe. A delação premiada é um termo que não se pode usar. Nós falamos de colabores de Justiça no campo da Máfia e do terrorismo. A Máfia e o terrorismo são tratados geralmente de um modo muito particular. Não se pode pôr na cadeia uma pessoa para fazê-la falar”, explicou.

Resumo da ópera: aos olhos do mundo a lava jato é uma operação ilegal porque fere os direitos fundamentais do homem, ao processo justo e julgamento por um juízo imparcial; aos olhos do Brasil, a força-tarefa é partidarizada e tem o objetivo político de tirar Lula das eleições de 2018.

Comentários desativados.