Em fim de feira, governo Richa “bate biela”

O governo Beto Richa (PSDB), no Paraná, “bate biela” em fim de feira.

Nesta sexta-feira (20), por exemplo, houve uma rusga entre o governador do PSDB e o prefeito de Cascavel Leonaldo Paranhos (PSC).

Irritado com o tucano, Paranhos abandonou o tucano diante de um protesto no Hospital Universitário que pedia “Fora Richa”.

O prefeito é correligionário do deputado Ratinho Junior (PSD), candidato à sucessão de Richa em 2018.

O faniquito de Paranhos é sinal de que está faltando “queijo” na região Oeste do estado.

Antes, porém, um dia antes, mais esperto, esteve no município de Cascavel o secretário de Estado da Saúde Michel Caputo (PSB). Ele assinou convênios e liberou recursos para Paranhos. Socializou a bufunfa e privatizou o desgaste para o governador.

Além do “esvaimento” de sua força no final da feira, Beto Richa tem outras ‘bananosas’ para descascar nos próximos cinco meses. Uma delas se chama Ricardo Barros (PP) que, para assegurar a viabilidade eleitoral de sua mulher, a vice-governadora Cida Borghetti (PP), deixa claro para o governador do PSDB: ou vem junto ou dança.

Beto Richa renunciará ao cargo em abril do ano que vem, portanto, daqui a cinco meses, para habilitar-se à disputa pelo Senado.

Comentários encerrados.