Por Esmael Morais

A natimorta reforma trabalhista

Publicado em 28/10/2017

Juízes, desembargadores e ministros do Trabalho já avisaram que não aplicarão as novas regras contidas na Lei 13.467/2017 por entendê-las inconstitucionais.

Os trabalhadores, por sua vez, incluem “cláusulas de salvaguardas” nos acordos coletivos com as empresas para se protegerem de retrocessos.

Evidentemente que a “desaplicação” da reforma trabalhista encontra mais eco nas categorias com maior tradição de organização e mobilização.

Mas, regra geral, entrou água na reforma trabalhista de Michel Temer. E não foi por falta de aviso.