Tropa de Ratinho põe a mão no fogo por Richa

Compartilhe agora!

O prefeito de Apucarana Beto Preto (PSD), da tropa de Ratinho Junior, lidera um grupo de prefeitos que põe a mão no fogo pelo governador Beto Richa (PSDB) acerca das delações na Operação Quadro Negro.

“Pelo que eu sei, Beto Richa é um governador republicano, que não se envolve e nunca se envolveu em denúncias de corrupção”, declarou o prefeito apucaranense após a delação segunda qual o tucano locupletou-se de dinheiro desviado da educação.

O Palácio Iguaçu pôs sua armata para responder à delação do empresário Eduardo Lopes de Souza, dono da construtora Valor, acusando Beto Richa de ser o principal beneficiário de um esquema de corrupção na construção de escolas no Paraná.

Segundo relato do dono da Valor aos procuradores, o “Governador deu o ok ao pagamento dos aditivos durante uma partida de tênis” com o ex-diretor da SUDE Maurício Fanini.

O empreiteiro também conta que o pedido de propina feito pelos agentes públicos (políticos) era altíssimo até para os padrões africanos: 10% (dez porcento) em cada contrato de obras fantasmas.

O Blog do Esmael publicou neste sábado (2) a íntegra, sem cortes, da delação do empreiteiro ao Ministério Público Federal. No depoimento, Lopes assegura que o desvio de recursos tinha o “ok” do governador Beto Richa.

De olho no apoio do tucano para as eleições ao Palácio Iguaçu, o pessoal de Ratino ainda arrancou depoimentos de “apoio” dos seguintes prefeitos: Sérgio Onofre da Silva (PSC), de Arapongas; Miguel Amaral (PSDB), de Ivaiporã; Ylson Álvaro Cantagallo (PMDB), o Galo, de Faxinal; Aquiles Takeda (PV), de Marilândia do Sul; José Roberto Furlan (PPS), de Jardim Alegre; dentre outros vice-prefeitos da região do Vale do Ivaí.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão, há dois anos, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Educação do Paraná na época.

Compartilhe agora!

Comments are closed.