Beto Richa torce o nariz para evangélicos ao sancionar bebidas alcoólicas nos estádios

O governador Beto Richa (PSDB) sancionou nesta segunda-feira (25) a lei que autoriza a venda e consumo de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol.

“Estamos agora no Palácio Iguaçu com o Governador Beto Richa, representando nossa categoria na assinatura da nova lei da Bebidas Alcoólicas em estádios e arenas, uma luta da ABRABAR e os Clubes Profissionais do Paraná”, disse Fábio Aguayo, lobista do setor.

No final de agosto, a bancada evangélica ameaçou romper com o Palácio Iguaçu caso a venda e consumo de bebidas alcoólicas recebesse a anuência do governador Beto Richa.

A matéria foi aprovada na Assembleia Legislativa pelo placar de 23 votos favoráveis a 16 contrários na sessão de 28 de agosto.

Hoje pela manhã, o governador Beto Richa decidiu pela bancada do “cachaça” em detrimento da bancada da Bíblia.

Resta saber se os evangélicos vão mesmo cumprir a promessa de rompimento assinando a CPI da Quadro Negro, por exemplo, ou, aos olhos dos paranaenses, tudo não passou de uma bravata.

Além de desagradar a bancada da Bíblia, a liberação de bebidas alcoólicas nos estádios também contraria os profissionais da segurança pública. Eles relacionam a violência das torcidas ao consumo do álcool.

A venda e o consumo de bebidas alcoólicas nos estádios estavam proibidas desde 2008, após uma série de incidentes em jogos promovidos por torcedores que estariam embriagados.

17 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O Governador fez a coisa certa sim, bebe quem quer.

  2. EU NÃO SOU EVANGÉLICO, GOSTO DE UMA CERVEJINHA, PORÉM SOU CONTRA A VENDA EM ESTÁDIOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPORTES. SEM BEBIDA ALCOÓLICA, JÁ SE MATAM, CALCULEM COM A VENDA DO ALCOOL. E, ESSA LEI É INCONSTITUCIONAL, POIS JÁ EXISTE LEI FEDERAL (COPA), PROIBINDO A VENDA DE BEBIDAS ALCOÓLICAS NOS ESTÁDIOS.

  3. Discussão e decisão inócuas. Pra aguentar esses jogos dos times paranaenses nem com cerveja, tem que ser com cachaça da boa.

    • Zé … eu cresci e vivi a juventude toda indo em estádios de futebol e enchendo o rabo de cachaça … e nunca dava rolo … andava de moto, somente de calção e chinelo … e nada … ia de maringá a Curitiba e não tinha uma multa, de nada … tudo pista simples … fumava em todo lugar … só não podia xingar os presidentes militares … daí a gente pedia conhaque aquele … o feladaputa (presidente) … hoje não pode mais nada disso … e tá todo mundo louco … proibiram tudo … menos dar a bunda que hoje é chique … naquela época era feio … kkkkkkkk … tempo “bão” aqueles … resolvia as paradas no braço …

  4. Tenho uns duzentos amigos evangélicos, que são uns cachaceiros dos infernos, bebem mais do que os que não tem religião definida e afins, e vem dar uma de santinhos, tenho amigas evangélicas que são exímias pegadoras e tomam todas.
    vamos parar com as mentiras. e olha que já já sou do milênio passado.

  5. Fico a questionar o título desta matéria, pois todos nós sabemos que o álcool provoca alterações na consciência. Agora imagine juntar uma substância como o álcool, em um local de disputa por meio do esporte, com as emoções das pessoas afloradas e todos fechados em um mesmo espaço físico, não precisa ser nenhum especialista em coisa nenhuma para prever os possíveis desfechos trágicos. Francamente, considero tamanha falta de consciência dizer que isso é bandeira de evangélico. Qualquer pessoa, independente de sua crença religiosa, ou se tem uma ou não, que pensa no ser humano, não pode concordar com a sansão de bebidas alcoólicas em estádios.Quem vai pagar a conta das tragédias?

  6. Vc está preocupado com os evangélicos Sr Esmael?
    Kkkkk tá de brincadeira Sr demagogo?

  7. Realmente o capitalismo selvagem vigente no Brasil,não se preocupa com a venda ou não de bebidas alcoólicas nos estádios de futebol, esta categoria precisa ser contida, caso aumente teremos futuros bem sombrio, estes caras só visam o vil metal a custa dos miseráveis ignorantes!

    • Alderijo, o estado tem que estar preocupado em punir, de forma dura, quem ultrapassa os limites legais. O único bebedor que causa problema é o dos estádios? Talvez devessem proibir os restaurantes de massa, porque engordam. A venda de cigarro, pois faz mal à saúde. A internet, pois permite o acesso a conteúdos de gosto duvidoso….na minha opinião, o que deveria ser proibido é um filho da puta se tornar político, um filho da puta tornar-se juiz e por aí vai.

  8. Aleluia irmãos!!!

  9. Eh só os evangélicos não comprarem bebidas nos estádios…. ou não irem nos jogos…. fácil!!!!

  10. Vamos separar política de religião.
    Desde os primórdios da humanidade essas duas facções não combinam.
    Facções sim!
    Os que se denominam evangélicos, acabaram transformando os altares da Igrejas em palanques políticos.
    Formaram uma verdadeira facção fascista e querem invadir um território que nunca foi seu, travestidos de “purinhos”.
    Um bando de safados aproveitadores da fé pública, que traiu a próprio ideologia evangélica contradizendo tudo que está na Bíblia.
    O Campo de Futebol é um lugar de diversão e não de missa, entenderam seus imbecis.
    Agora, querem nosso respeito, voltem para suas Igrejas e façam lá aquilo que está na Bíblia.
    Façam domo o Cristo fez, e expulsem do Templo os mercadores políticos.
    Tudo farinha do mesmo saco.

  11. Quanta hipocrisia! Os caras vão aos estádios já bêbados e alguns drogados. Resumindo, dá na mesma. Com a liberação o comerciante que tem estabelecimento dentro do estádio poderá ter mais lucro.
    Isso faz lembrar os bingos fechados pelo Requião. O que aconteceu, os jogadores pararam de jogar? Não, fretam vans e vão jogar em Santa Catarina, principalmente em Joinville. O governo catarinense agradece os paranaenses pelos recursos deixados por lá.

  12. Essa história de venda de bebida alcoólica em estádios, não deveria representar discussão. O problema não é exatamente onde se vende, mas quem consome. E mais do que isso, é a falta de punição o problema final. O sujeito bebe, mata outro, em briga, atropelando, etc…e não acontece nada. Vende-se bebida na beira das estradas, muito pior do que em um estádio. Pegou bêbado, bane do futebol, proíbe de entrar em estádios, manda para a prisão conforme o delito que eventualmente pratique sob efeito do álcool. A lei tem que ser rigorosa para aqueles que não sabem fazer uso do álcool, mas é frouxa. Basta lembrarmos do Carli Filho, assassino que está solto e sequer foi julgado. O que os evengélicos pensam sobre venda de bebidas em restaurantes, em supermercados, em bares, em hotéis??? Só o sujeito que bebe em estádios que faz merda?

  13. O capitalismo vive de vendas alguem questiona a venda de indugencias nas igrejas

    • Você é um filho da puta e não pode vir aqui. Você tem que ficar no blog do Campana. Vi seu perfil no FB e você é viado.