Mendes mantém presos donos da JBS

Os donos da JBS, Joesley e Wesley Batista, vão continuar presos. A decisão é do ministro do STF Gilmar Mendes.

Amicíssimo de Michel Temer (PMDB), Mendes negou nesta sexta-feira (22) pedido de habeas corpus feito pela defesa dos acusados.

Os irmãos Batista estão presos preventivamente desde a semana passada por uma decisão da Justiça Federal em São Paulo. Eles são acusados de cometer o crime de insider trading [informação privilegiada].

O que é estranho, aliás, muito estranho, que os Batista são os primeiros a serem presos neste país pela prática do que crime a eles atribuído.

Tanto Joelsey quanto Wesley afirmam que estão presos porque delataram o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e Michel Temer. E pior que eles estão cobertos de razão na avaliação que fazem, pois, “mexeram com os caras errados‘ à luz do tradicional ‘você sabe com quem está falando?’.

Pensando bem, soltos os irmãos Joesley e Wesley Batista seriam um perigo… para Michel Temer.

Comments are closed.