Por Esmael Morais

“Governo Richa quer escravizar servidores públicos do Paraná”, denuncia presidente reeleito da APP-Sindicato

Publicado em 29/09/2017

Com uma gestão de enfrentamento aos retrocessos de Temer e Richa, Professor Hermes Leão foi reeleito há dez dias pela “Chapa 1- Somos Mais APP” com 56,30% dos votos dos educadores paranaenses.

“Nós sofremos muitos ataques por politizar a categoria. Eu teria preferido perder a eleição do que não tivesse denunciado os covardes ataque de Beto Richa contra o magistério paranaense”, desabafou ao Blog do Esmael o presidente reeleito da APP-Sindicato.

Hermes comentou a declaração do secretário da Fazenda Mauro Ricardo Costa, dada esta semana na Assembleia Legislativa, segunda qual “os servidores públicos ganham muito bem”, por isso, segundo eles, não terão o reajuste devido pelo governo do estado.

“É uma cabeça escravagista do secretário. Ele acha que basta aos educadores um prato de comida. Ele pensa como a casa grande e acha que somos a senzala”, denunciou o dirigente sindical.

Hermes Leão adiantou ao Blog do Esmael que os educadores irão liderar nos próximos meses uma ampla Conferência Nacional Popular de Educação. Segundo ele, a ideia é envolver a sociedade nas discussões sobre os rumos da área em tempos de Temer e Richa.

“Ou o povo assume protagonismo histórico pois a continuar expectador o atraso será de longo ciclo. Ampliar o processo de consciência política é tarefa de todos nós. Lutemos!”, escreveu hoje em seu perfil no Facebook o presidente reeleito da APP-Sindicato.

A posse desta sexta-feira (29), na sede estadual da APP-Sindicato, será mais formal e interno. No próximo dia 20 de outubro, no entanto, haverá um ato político-educacional aberto ao mundo político e à sociedade civil.

A posse formal da chapa eleita ocorre daqui a pouco, às 11h, na sede Estadual da APP-Sindicato.