Geddel, o Boca de Jacaré, ameaça delatar Temer em uma semana

Publicado em 15 setembro, 2017
Compartilhe agora!

O ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), que era chamado de “Boca de Jacaré” por Lúcio Funaro, disse a aliados que não aguenta passar uma semana preso.

Geddel foi preso depois da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil – R$ 51 milhões – e ontem viu ser negado seu pedido para cumprir prisão domiciliar. A defesa dele alegou risco de “estupro” na Penitenciária da Papuda, em Brasília, mas, mesmo assim, não sensibilizou o juíza de execuções penais.

A ameaça pode implodir o governo e o “quadrilhão” liderado por Michel Temer (PMDB) et caterva.

“Boca de Jacaré”, isto é, Geddel, pode reforçar a segunda “flecha” lançada ontem (14) pelo procurador Rodrigo Janot contra Temer e a cúpula do PMDB, qual seja: Eliseu Padilha, Moreira Franco, Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves, Geddel Vieira Lima e Rodrigo Rocha Loures.

A Câmara deverá receber na semana que vem esta segunda denúncia, por organização criminosa, contra Michel Temer. É neste contexto que “Jacaré” quer abrir a bocarra.

Compartilhe agora!

Comments are closed.