Em áudio vazado, delator da JBS afirma que “Beto Richa… Pegou tudo em dinheiro…”

Publicado em 5 setembro, 2017
Compartilhe agora!

O governador do Paraná Beto Richa (PSDB) é citado nos áudios gravados involuntariamente pelos executivos Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS.

Na gravação, além de Richa, o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD) e seu ex-secretário da Fazenda Antonio Gavazzoni também são mencionados.

O trecho do diálogo que os cita, transcrito pelo O Globo, é o que segue:

Saud: Tudo que não precisar tocar no tipo de assunto… A gente preserva todos os nossos… como chama… consumidores… nosso mercado… nós preservamos todos os supermercados… compradores. Todos os nossos compradores. E a gente salva uns quatro ou cinco amigos. Andrea, Durval… Porque de outro jeito, não tem jeito de contar a história sem os caras… Eu acho que pelos mais fortes… (ininteligível) A questão é ter que jogar esses amigos tudo no fogo. Os governador, coitadinhos… Beto Richa… Pegou tudo em dinheiro no (ininteligível)… Foi eu aquele (ininteligível) entregar pro Beto… Beto Richa… Colombo… Fomos eu e o… entregar para o…

Joesley: Gavazoni.

Saud: Gavazoni. (ininteligível) Eu fui lá umas quatro vezes e o Florisvaldo umas três. Até me chamou atenção… Quem não sabe que o Guanabara ajudava vocês… (ininteligível).

Na conversa entre Joesley e Saud, eles falam em preservar alguns “amigos” e lamentam que tenham de delatar “governadores amigos” — no caso Colombo (SC) e Richa (PR). Ambos os políticos do Sul são chamados de “coitadinhos” por Saud.

Compartilhe agora!

Comments are closed.