93% são favoráveis ao afastamento de Aécio Neves, aponta enquete

Publicado em 30 setembro, 2017
Compartilhe agora!

Uma sondagem realizada pelo Blog do Esmael aponta que 93% dos leitores são favoráveis ao afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Apenas 6% são contrários à punição imposta pelo Supremo e 1% não opinou sobre a polêmica.

O senador tucano está no centro de uma grave crise institucional, entre o STF e o Senado, onde este último promete desautorizar a decisão da Primeira Turma da corte na próxima terça-feira (3).

No começo desta semana, o colegiado do Supremo afastou Aécio Neves do mandato de senador e determinou que ele se recolha à noite em sua casa (artigo 319, inciso V, do CPP).).

Entretanto, o Senado diz que não vai cumprir a decisão porque o STF teria extrapolado sua função, haja vista que o art. 53 da Constituição Federal assegura que os parlamentares são “invioláveis” e que só poderão ser presos em flagrante delito.

Diz a Carta no referido art. 53, § 2º: “Desde a expedição do diploma, os membros do Congresso Nacional não poderão ser presos, salvo em flagrante de crime inafiançável. Nesse caso, os autos serão remetidos dentro de vinte e quatro horas à Casa respectiva, para que, pelo voto da maioria de seus membros, resolva sobre a prisão.”

Portanto, o resultado da enquete é uma prova inequívoca de que a sociedade brasileira se move hoje mais pelo ódio que a razão, pela vingança, pois Aécio esteve na linha de frente do golpe que derrubou a presidente eleita Dilma Rousseff.

O ator José de Abreu sintetizou bem esse sentimento pelo Twitter ao afirmar que “depois do golpe não há mais Constituição” e que “votar contra Aécio é legítima defesa”. Ele ainda criticou a posição do PT de votar contra a punição do tucano pelo STF em troca de uma representação no Conselho de Ética no Senado.

Segundo o ator, “acreditar no Conselho de Ética é o mesmo que acreditar na isenção da Lava Jato”.

711 leitores votaram na enquete, o que significa que muitos não se mobilizam como dantes pela defesa de Aécio.

Compartilhe agora!

Comments are closed.