Por Esmael Morais

PGR pediu inclusão de Temer em inquérito sobre formação de quadrilha no PMDB

Publicado em 03/08/2017

Janot pediu ao ministro Edson Fachin, relator da lava jato no STF, que inclua Temer no inquérito que investiga crime de formação de quadrilha no PMDB.

O procurador-geral também quer como réus os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria de Governo).

“O avanço nas investigações demonstrou que a organização criminosa investigada no inquérito 4483 na verdade, ao que tudo indica, é mero desdobramento da atuação da organização criminosa objeto dos presentes autos. Por isso, no que tange a este crime específico (organização criminosa), mostra-se mais adequado e eficiente que a investigação seja feita no bojo destes autos e não do Inquérito 4483”, solicitou Janot.

O inquérito a que se refere Janot inclui ainda os ex-presidentes da Câmara Henrique Alves (PMDB-RJ) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), além de outros 15 investigados pela lava jato.