Por Esmael Morais

Parcialidade de Moro vai a julgamento na sexta

Publicado em 06/08/2017

Um grupo de renomados juristas realizará um Tribunal Popular Internacional sobre a Lava Jato na capital paranaense.

A iniciativa do julgamento de Moro partiu do Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia (Caad) e da Frente Brasil de Juristas pela Democracia.

No corpo de jurados se destacam Beatriz Vargas Ramos, Marcello Lavenère, Antônio Maués, Juliana Teixeira, Gerson Silva, José Carlos Portella Júnior, Michelle Cabrera, Claudia Maria Barbos e Vera Karam Chueiri estão no corpo de jurados.

O advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, Kakay, ficará com a defesa crítica e irônica da Lava Jato. Ele já atendeu Demóstenes Torres, José Sarney, José Dirceu e Aécio Neves.

“O Moro, quando julgou o desembargo, afirmou que, em nenhum momento, teria dito que o pagamento daquele montante que entendeu ser corrupção dizia respeito à Petrobras. Com isso, ele declarou que não é competente. O processo tem que ser anulado”, declarou recentemente Kakay.

O Blog do Esmael vai transmitir o júri, ao vivo, para o Brasil e o mundo.