Operação Quadro Negro suscita o ‘Volta, Sciarra’ no Palácio Iguaçu

Publicado em 7 agosto, 2017
Compartilhe agora!

O estouro das delações no âmbito da Operação Quadro Negro colocou o chefe da Casa Civil Valdir Rossoni (PSDB) no ‘bico do corvo’ e suscitou no Palácio Iguaçu a campanha ‘Volta, Sciarra’.

Um deputado do PSD confirmou ao Blog do Esmael a articulação para trazer de volta ao cargo, no lugar de Rossoni, o ex-deputado Eduardo Sciarra, que esteve na Casa Civil entre 2015 e 2016.

A ideia seria vincar um partidário de Ratinho Junior no estratégico cargo com vistas às eleições de 2018, quando, segundo o parlamentar do PSD, o secretário do Desenvolvimento Urbano concorrerá ao governo do estado.

A Operação Quadro Negro consiste na investigação do desvio de verbas na educação e na fraude na construção de escolas no Paraná. O prejuízo ao erário seria de R$ 20 milhões, segundo o Ministério Público, que pede na ação penal o ressarcimento de R$ 41 milhões.

A situação do chefe da Casa Civil ficou tão periclitante que o governador Beto Richa (PSDB) nem compareceu a uma transmissão ao vivo no Facebook, neste domingo (6), anunciada antecipadamente por Rossoni.

A precaução do governador tem uma razão: deverão vir à tona nos próximos dias os detalhes da delação premiada de Eduardo Lopes, dono da Valor Construtora, usada para desviar verbas da educação e fraudar construção de escolas no Paraná.

Haverá choro e ranger de dentes de Bituruna até a Capital”, revelou em tom enigmático um informante desta página com acesso ao 3º andar do Palácio Iguaçu.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão, há dois anos, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Educação do Paraná na época.

Compartilhe agora!

Comments are closed.