Lula é alvo denúncia ‘desarquivada’ [fabricada] no mesmo dia que Aécio é inocentado pela PF

O judiciário brasileiro é partidarizado e tucano. Veja se eu não tenho razão.

No mesmo dia que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) é inocentado pela Polícia Federal, que não vê o tucano envolvido nas condutas criminosas que lhe são imputadas, o ex-presidente Lula (PT) virou alvo de um novo inquérito desarquivado pelo MPF.

Cena 1: em relatório enviado ao ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, o delegado Alex Levi Resende justificou que “não é possível atestar que senador realizou as condutas criminosas que lhe são imputadas” no Caso Furnas.

Cena 2: a Câmara de Combate à Corrupção da Procuradoria Geral da República (PGR) decidiu desarquivar [fabricar] uma investigação sobre um suposto pagamento de US$ 7 milhões da Portugal Telecom para o PT quitar dívidas de campanhas eleitorais.

Ou seja, na falta de notícia ruim para o PT, visando abafar o escândalo de Aécio e do PSDB, cria-se, fabrica-se uma fake news. Eis o resumo da ópera.

Comentários encerrados.