Em 5 minutos, vereadores aprovam terceirização na saúde e na educação de Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou em primeiro turno, pelo placar de 23 votos favoráveis a 8 contrários, em regime de urgência, a terceirização na saúde e na educação.

As Organizações Sociais (OSs) eram proibidas de atuar nessas áreas na capital paranaense desde 1997, no entanto, com o projeto do prefeito Rafael Greca (PMN) aprovado hoje, a toque de caixa, elas terão liberdade para firmar convênios para prestarem serviços.

A sessão-relâmpago dos vereadores foi muito criticada pelos sindicalistas que acompanharam a votação nesta segunda-feira (28).

A mesa diretora da Câmara acelerou a votação temendo uma ocupação na Casa.

“O regime de urgência retira a possibilidade do debate qualificado. Tem diversos pontos para serem debatidos e não tivemos tempo. O legislativo está subserviente. Quem manda somos nós vereadores ou o prefeito de Curitiba? Pela forma que está, o prefeito acumula cargo de prefeito e de presidente do legislativo”, criticou o vereador Goura (PDT).

O projeto foi aprovado a toque de caixa, com apenas 10 dias de tramitação, e sob intenso protesto dos servidores municipais que foram impedidos de entrar na Câmara Municipal.

LEIA TAMBÉM:
Médicos “abrem fogo” contra terceirizações de Rafael Greca
Terceirização defendida por Greca na saúde de Curitiba levou à prisão prefeito e veradores de Foz
Terceirização vai piorar [muito] saúde e educação em Curitiba, alertam servidores

Veja como votaram os vereadores:

A favor da terceirização

Beto Moraes (PSDB)

Bruno Pessuti (PSD)

Colpani (PSB)

Dona Lourdes (PSB)

Dr. Wolmir (PSC)

Ezequias Barros (PRP)

Fabiane Rosa (PSDC)

Geovane Fernandes (PTB) – voto verbal

Helio Wirbiski (PPS)

Jairo Marcelino (PSD)

Julieta Reis (DEM) – voto verbal

Katia Dittrich (SD)

Maria Leticia Fagundes (PV)

Maria Manfron (PP)

Mauro Bobato (PTN)

Mauro Ignácio (PSB)

Osias Moraes (PRB)

Pier Petruzziello (PTB)

Rogério Campos (PSC)

Sabino Picolo (DEM)

Thiago Ferro (PSDB)

Toninho da Farmácia (PDT)

Zezinho do Sabará (PDT)

Contra a terceirização

Cacá Pereira (PSDC)

Felipe Braga Côrtes (PSD)

Goura (PDT)

Marcos Vieira (PDT)

Noemia Rocha (PMDB) – voto verbal

Professor Euler (PSD)

Professor Silberto (PMDB)

Professora Josete (PT)

Subiram no muro (não votaram a matéria)

Cristiano Santos (PV)

Mestre Pop (PSC)

Oscalino do Povo (PTN)

Paulo Rink (PR)

Serginho do Posto (PSDB) - não vota porque preside a Câmara

Tico Kuzma (Pros)

Tito Zeglin (PDT)

Comentários encerrados.