Cunha preferiu continuar governando o país da prisão

Até o mais tonto dos paneleiros sabe que quem de fato governa o país, da prisão, é o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Dito isto, o ex-presidente da Câmara preferiu continuar mandando no Palácio do Planalto desde Curitiba.

O verbo “preferir” tem relação com a decisão da PGR ter encerrado negociação com a delação do peemedebista.

Segundo os procuradores, Eduardo Cunha não reconhece seus próprios malfeitos no âmbito da Petrobras nem consegue provar as acusações contra o ilegítimo — e comparsa de golpe — Michel Temer (PMDB).

Cunha foi preso pela lava jato em outubro de 2016. Desde então, ele governa o país desde as masmorra da lava jato em Curitiba.

Com informações da revista Época

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O barco do golpe afundou, o triunvirato Temer-Aécio- Cunha faleceu politicamente com os três juntos e misturados no abraço dos afogados, o consórcio golpista está se desfazendo, com os ratos do PPS e PSB pulando fora do barco, tem golpista pra todo lado atirado no Mar revolto da política tentando se salvar desse maremoto político, que fez ruir todo e qualquer tipo de blindagem. Todavia, o satanista vampiresco Temer não aceita de jeito nenhum a morte do seu desgoverno, se recusa a entrar no caixão da história e insisti em assombrar os brasileiros com seu pacote de maldades sem fim. Pode? Vá de reto coisa ruim!! Fora Temer!! Diretas já!!

  2. Cunha Nem o Diabo, Que Te Ver Pintado.

  3. Definitivamente, o PCC ganhou a parada no golpismo.

  4. Absurdo! Só no Brasil acontece isso.

  5. PENÇO QUE O PRESIDENTE DA BRASIL DE FATO HOJE E > O SR GEORGE SOROS NATERALIZADO AMERICANO O DECIMO NONO HOMEM MAIS RICO DO MUNDO >

  6. Só por curiosidade,alguém sabe como está sendo o tratamento ao Cunha na cadeia?rsrsrs

    • Com certeza deve ser a cela mais equipada.
      TV, computador, internet, agência bancária com câmbio exterior.
      E um crucifixo pro bandido querer enganar que é crentão.
      Se fosse cela comum o bandidão já teria entregado o parceiro alibabátemer.