Requião Filho: corrupção e privatização andam juntas no governo Richa

Publicado em 18 julho, 2017
Compartilhe agora!

O deputado Requião Filho (PMDB), ao fazer um balanço dos últimos dois anos e meio na Assembleia Legislativa, afirma que a corrupção e a privatização são irmãs siamesas no governo de Beto Richa (PSDB). Ele cita o sempre ameaçado porto de Paranaguá e as recorrentes denúncias e suspeitas de corrupção no governo do estado.

O Paraná tem solução! É preciso acreditar…

Requião Filho*

Em dois anos e meio de mandato tenho atuado na defesa dos micro e pequenos empresários, na Assembleia Legislativa do Paraná, com projetos que diminuem os impostos e promovem a geração de empregos. Infelizmente, nem sempre estes projetos têm recebido o apoio necessário para se tornarem realidade. Mesmo assim, continuo na incessante luta por menos impostos e mais empregos.

É hora de nos unirmos e fazermos algo de bom pela população.

O que realmente queremos para o Brasil e para o Paraná? O que esperamos realmente de nossos representantes no Legislativo e no Executivo? Antes que você me questione, listo aqui uma série de ações.

Na Comissão de Defesa do Consumidor, trabalhamos pela garantia dos direitos da população, apoiando projetos que beneficiam os consumidores. As Leis que obrigam a devolução do troco integral no comércio, em cédulas de dinheiro ou moedas, ou ainda a que pede que os orçamentos das revisões de automóveis sejam feitas de acordo com o estabelecido pelo fabricante, já são realidade!

Na Segurança Pública, tenho defendido incessantemente os policiais, cobrando soluções em todas as instâncias para que trabalhem seguros e bem equipados. Coletes vencidos e falta de viaturas são casos amplamente denunciados em tribuna e cobrados pela minha gestão.

Na Educação, o projeto que institui a Semana da Literatura Paranaense vai promover um período de atividades diferenciado nas escolas públicas, de modo a valorizar os autores paranaenses que se consagraram no país e no mundo.

Meu compromisso com os servidores públicos é reafirmado a cada movimento na defesa do cumprimento da Lei de Diretrizes Orçamentárias. Este será o segundo ano de “calote” aos servidores, com a suspensão de pagamentos de reajustes, progressões e promoções prometidas pelo Governador. Não concordo com o tratamento que os servidores públicos terão e não concordo com o teatro com que a votação da LDO deste ano foi realizada.

Além disso, não temos poupado esforços na luta pela garantia dos direitos dos trabalhadores portuários e na geração de empregos do litoral. Todo escoamento da safra paranaense passa pelo Porto, que vive sob a ameaça de privatização pelo atual Governo Estadual e sofre com a falta de transparência administrativa, acumulando denúncias e suspeitas de corrupção. Estamos levando a público todos esses escândalos, pedindo investigações aos órgãos superiores, tamanho empenho que acredito que mereça o setor portuário, para que a economia paranaense seja priorizada, ao invés de interesses de terceiros. O mesmo em relação à Copel e à Sanepar, no alvo constante da privatização pelo Estado.

Por fim, quero esclarecer que em meio a tantos políticos, existem os que trabalham e levam seu mandato a sério e que fazem um bom trabalho, com honestidade e esperança de quem quer transformar o mundo através da política! Sim, tem solução! Embora sempre pensemos que é mais fácil desistir eu reafirmo: É preciso acreditar! Vamos em frente…

*Requião Filho é deputado estadual pelo PMDB do Paraná.

Compartilhe agora!

Comments are closed.