Por Esmael Morais

Prefeito de Guarapuava pode disputar pelo PPS o governo do Paraná

Publicado em 18/07/2017

No âmbito do PPS, o prefeito de Ponta Grossa Marcelo Rangel também reivindica o direito de concorrer ao Palácio Iguaçu.

A pluralidade de candidaturas no PPS tem uma razão de ser: o deputado Rubens Bueno, o Limpinho, pela primeira vez jura que não será ele o candidato principal do partido.

Limpinho também jura aos dois prefeitos que não pretende usá-los para negociar posições eleitorais para si mesmo no ano que vem.

Para resolver quem será o candidato à sucessão do governador Beto Richa, o PPS planeja uma ‘prévia eleitoral’ no mês de novembro vindouro.

César Filho tem uma vantagem competitiva em relação a Marcelo Rangel, pois este último tem relação umbilical com Ratinho Junior. Aliás, o irmão dele, o deputado Sandro Alex, pulou a cerca recentemente, isto é, deixou o PPS para filiar-se ao PSD.

O prefeito guarapuavano já delegou ao jurista Luiz Fernando Casagrande Pereira, o Pereirinha, a tarefa de coordenar o Plano de Governo.

César Filho disse ao Blog do Esmael que tem realizações para mostrar ao Paraná durante uma eventual campanha.

O prefeito acredita ser possível espaço para uma nova candidatura, haja vista que o senador Roberto Requião tende a disputar a Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores, em virtude da inelegibilidade de Lula, e Osmar Dias (PDT) declinar da corrida eleitoral em prol do irmão Alvaro Dias (Podemos).

Guarapuava é o nono município mais populoso do Paraná com 180 mil habitantes. Fica na região Centro-Sul do estado a 250 km de Curitiba.