Mais de 90% reprovam golpe e golpistas, diz pesquisa Ipsos

Os golpistas não passaram no teste da farinha, nem o golpe no teste de popularidade.

Segundo pesquisa Ipsos, a reprovação do ilegítimo Michel Temer (PMDB) ultrapassou a casa dos 90 e já é de 94%.

Além de Temer, os brasileiros também fulminam os coautores do golpe de Estado.

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que acolheu o pedido de impeachment sem crime de responsabilidade e está condenado a 15 anos e quatro meses de prisão, tem 93% de rejeição.

O líder do golpe, senador Aécio Neves (PSDB-MG), é rejeitado por 90%.

Comentários encerrados.