Gilmar Mendes pode liberar candidatura de Lula, mesmo condenado em 2ª instância

Publicado em 19 julho, 2017
Compartilhe agora!

A considerarmos uma declaração do presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, mesmo condenado na 2ª instância, o ex-presidente Lula será candidato à Presidência da República em 2018.

Em agosto de 2016, Mendes defenestrou a Lei Ficha Limpa ao dizer que de tão mal feita parecia ter sido feita por “bêbados”.

“Sem querer ofender ninguém, mas já ofendendo… Essa lei foi tão mal feita que parece que foi feita por bêbados. Ninguém sabe de que contas estão falando. A dificuldade aqui é a questão de interpretar a lei conforme a Constituição”, disse Gilmar Mendes, presidente do TSE, cujas palavras foram anotadas pelo Blog do Esmael no dia 18 de agosto de 2016.

Isto significa que, mesmo o TRF-4 confirmando a sentença do juiz Sérgio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá concorrer pela sexta vez ao Palácio do Planalto.

Ou seja, a tendência de desconsideração pelo TSE da Lei Ficha Limpa reacende no PT a estrela ‘Lula, lá’.

Compartilhe agora!

Comments are closed.