Por Esmael Morais

Cresce a pressão pela antecipação da eleição presidencial

Publicado em 07/07/2017

Temer já morreu, só esqueceu de cair.

A única saída “honrosa”, que não o chute na bunda”, seria a antecipação da eleição presidencial.

Depois do presidente de honra do PSDB, Fernando Henrique Cardoso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, agora é o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) quem pede “grandeza” do Tinhoso.

“Ele deveria ter a grandeza de antecipar a eleição”, diz o parlamentar peemedebista recém convertido à oposição.

A presidente do PT, senador Gleisi Hoffmann, fechou a semana antecipando a palavra de ordem “Fora Maia!“, caso ele consume o golpe no golpista Temer.

Mas o time que defende Diretas Já não pretende ficar esperando as coisas acontecerem. Por isso, lideranças suprapartidárias vão à luta pela restauração da democracia no país.

Neste sábado (8), em Curitiba, haverá o lançamento da campanha nacional pelas Diretas. O movimento é organizado pela Frente Ampla Parlamentar, presidido pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), que reúne 220 congressistas.