Senado planeja votar reforma trabalhista dia 28, antes da Greve Geral

O ilegítimo Michel Temer determinou que a base governista “pise ligeiro” para votar a reforma trabalhista no próximo dia 28, dois dias antes da Greve Geral, no dia 30 de junho, convocada pelas centrais sindicais.

Nesta terça-feira (20), os senadores devem cumprir mais uma etapa do processo de votação na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Se aprovado o relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) na CAS, o texto seguirá para a apreciação pelo plenário — uma espécie de abatedouro de direitos — no dia 28 de junho.

A “desgraça” da reforma trabalhista precariza a mão de obra e retira direitos dos trabalhadores, bem como desmonta o Estado Social previsto na Constituição Cidadã de 1988.

É bom frisar que o golpe de Estado, o qual destitui Dilma Rousseff, foi dado justamente para arrancar os direitos sociais e trabalhistas do povo brasileiro. Enfim, para acabar com o Estado Social criado pela revolução de 1930.

Comentários encerrados.