A primeira vítima da violência da PM; outras estão a caminho

A primeira vítima grave da violência da PM, na Câmara de Curitiba, é o supervisor da Guarda Municipal João Carlos Filla, mas, como previsto, outras estão a caminho.

Filla foi agredido por PMs na mobilização do lado de fora da Câmara Municipal. As imagens são do Sismuc e da jornalista Thea Tavares, do PT.

No interior da Câmara, no plenário, os policiais parecem estar orientados para reprimir os manifestantes e criar um novo “29 de abril” [de 2015] — quando 213 pessoas foram massacrados em frente ao Palácio Iguaçu.

A violência da PM já eram favas contadas, conforme registro no Blog do Esmael. Os responsáveis por ela têm nome e sobrenome.

O líder do governo Rafael Greca (PMN) na Câmara, vereador Pier Petruzzielo (PTB), conhecido como “organizador de derrotas”, deveria ouvir mais seu experiente “dono” — o deputado Alexandre Curi (PSB).

Pier deverá consultar vereadores sobre a possibilidade deles entrarem num camburão para votar o pacotaço noutro lugar, longe da fúria dos servidores em greve.

ASSISTA AO VÍDEO DA VIOLÊNCIA DENTRO DO PLENÁRIO:

Comentários encerrados.