Incompetência de Richa e desumanidade de Temer deixam 45 jovens sem proteção de programa federal

A incompetência do governo de Beto Richa (PSDB) é pública e notória, mas o cancelamento do programa de proteção a 45 jovens ameaçados de morte por traficantes também cheira desumanidade do governo Michel Temer (PMDB).

Alegando descumprimento da burocracia por parte do governo do Paraná, a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois (PSDB-BA), decidiu extinguir um convênio que mantinha o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM) no Paraná.

Segundo reportagem de Rafael Moro Martins, no portal UOL, o programa criado em 2003 é financiado, nos Estados, com dinheiro da União –R$ 1,5 milhão anual, no caso do Paraná. A extinção do convênio com o Estado é inédita e foi definida em fins de maio.

A suspensão do programa pela ministra dos Direitos Humanos, de tão bárbaro que é, teve a contrariedade de pareceres técnicos e da Advocacia Geral da União (AGU).

A secretária nacional dos Direitos Humanos, Claudia Vidigal, pediu à ministra a reconsideração do cancelamento do convênio, mas ela foi taxativa: “O equívoco não partiu desta ministra, mas sim de outras autoridades que deveriam estar alertas ao prazo”.

É por esta e outras que o povo paranaense deve “exonerar” Beto Richa em 2018, nas urnas, e o ilegítimo Michel Temer “demitir já” a desumana ministra dos Direitos Humanos, sob pena de seu curto governo arcar com o ônus dessa idiotice.

Comments are closed.