Por Esmael Morais

FHC diz o óbvio ululante: “Se Lula for absolvido, só resta vencê-lo na urna”

Publicado em 23/06/2017

“[Alguns dizem] ‘Ah, mas tem o Lula’. O Lula está por conta da Justiça. Eu não vou antecipar, não sei o que a Justiça vai fazer. Suponhamos que a Justiça diga que o Lula não fez nada. Ele é candidato –o único candidato possível do PT. Só resta vencer na urna. Ou então dar golpe. Eu sou contra golpe. Só resta vencer na urna. Só que não tem jeito. Preparemo-nos para isso. Para vencer”, afirmou FHC num hotel de luxo na zona sul da capital paulista.

A mediação da palestra coube ao jornalista Merval Pereira, da Globo, cuja emissora torce por mais um golpe contra democracia ao tentar diuturnamente incriminar Lula para tirá-lo no tapetão da disputa de 2018.

O evento ocorreu nas vésperas de o juiz Sérgio Moro sentenciar Lula. De acordo com a Folha, repercutida nesta página, o magistrado da lava jato deverá condenar o petista somente com base no ‘indício’ de que houve crime, mesmo não tendo provas concretas contra ele.

FHC disse à plateia que Lula é ‘derrotável’ nas urnas. Segundo ele, Lula “não representa hoje o que ele representou, a esperança”.

“Não acho que Lula seja não derrotável”, declarou o tucano ao analisar a vitória do petista na eleição de 2002: ele venceu porque penetrou na classe média e no dinheiro, mas, ponderou, dificilmente voltará a apoiá-lo.

Entretanto, o ex-presidente tucano reconheceu que ainda não foi possível achar quem enfrente Lula nas urnas.