CUT debate na tríplice fronteira a derrubada de Michel Temer

Publicado em 14 junho, 2017
Compartilhe agora!

A Central Única dos Trabalhadores realiza um congresso extraordinário nesta sexta-feira, em Foz do Iguaçu, durante a 15ª Plenária, para discutir a derrubada do ilegítimo Michel Temer e a convocação de eleições diretas.

Evento similar ao da CUT-PR também ocorrerá nas outras 27 seções da central no país, pois ambos têm o caráter de “congresso extraordinário” por conta do momento delicado pelo qual passa o Brasil.

“Vamos reforçar as denuncias contra as reformas criminosas deste desgoverno de Michel Temer bem como intensificar a campanha por eleições diretas com o apoio dos nosso companheiros da América do Sul”, explicou Regina Cruz, presidenta estadual da CUT do Paraná, ao anunciar a realização no sábado (17) de ato político na tríplice fronteira (Brasil, Paraguai e Argentina) pela derrubada de Temer e pelas diretas já.

A 15ª Plenária e o congresso extraordinário da CUT precedem à paralisação nacional prevista para o próximo dia 30 de junho, quando os trabalhadores brasileiros cruzarão os braços novamente contra as reformas trabalhista e previdenciária do ilegítimo.

Compartilhe agora!

Comments are closed.