Bate-boca entre Greca e vereador termina em unhadas na Prefeitura

Nas vésperas da votação do pacotaço na Câmara Municipal de Curitiba, o vereador Professor Euler (PSD) e o prefeito Rafael Greca (PMN) bateram boca no começo da noite de hoje (22) na Prefeitura.

Após a reunião sem acordo com vereadores da oposição, Greca afirmou em coletiva que o parlamentar quis vender um plano de educação para a Prefeitura.

“Na verdade quando ele me visitou ele tentou me vender um plano de educação que a irmã dele faz. E a minha mulher ouviu e o secretário de governo também. E o chefe de gabinete também”, disparou.

Professor Euler, que estava próximo, ouviu a declaração e a rebateu de pronto:

“A acusação é mentirosa. Vim aqui nesta sala conversar com o prefeito, com a minha irmã. Apresentamos sim um plano. Minha irmã tem um sistema de aprendizado e falei que isso poderia dar um belíssimo efeito para Curitiba. Mas em momento algum falou-se em venda”.

Depois do bate-boca em frente às câmeras e os repórteres que cobriam o encontro, os assessores do vereador e prefeito foram às vias de fato. Teve unhadas e mordidas.

O vereador Professor Euler disse saiu com um arranhão e um assessor dele terminou com o paletó rasgado.

Como confusão pouca é bobagem, vazou a informação de que a Câmara discute com o comando da PM a realização da sessão, na próxima segunda-feira (26), em local secreto, com muros altos e megaprotegido.

Comentários encerrados.