Por Esmael Morais

URGENTE: Renan pede a “cabeça” de Meirelles

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), em intervenção na Comissão de Assuntos Econômicos, na tarde desta terça-feira (23), pediu a cabeça do ministro da Fazenda Henrique Meirelles. “Eu teria demitido o ministro Henrique Meirelles que saiu

Publicado em 23/05/2017

“Eu teria demitido o ministro Henrique Meirelles que saiu do silêncio de seu gabinete para dizer à imprensa que “com Michel ou sem Michel” iria tocar essas reformas no Brasil.

“O grau de complexidade no país não comporta mais essa ingênua declaração”, opinou.

“A quem interessa essa agenda que flexibiliza direitos?”, questionou Renan, que declinou o exemplo da Espanha, onde, segundo ele, se flexibilizou direitos e teve o achatamento da massa salarial.

“A precarização e a rotatividade derrubou os salários em 100% nos salários”, discursou.

Para o senador do PMDB, a rotatividade de 10, 15 empregos, também dificultaria a comprovação do tempo de trabalho para a aposentadoria.

“Votar essa matéria de solavanca, de afogadilho, para demostrar que o executivo está paralisado, isso não pode acontecer. É inadmissível num governo com essa rejeição faça uma reforma unilateral.

Líder da maior bancada no Senado, o PMDB, Renan afirmou que é preciso alargar o leque de reformas. “Não pode ser numa direção só. É preciso taxar o capital e a transferência de dividendos”.

Renan defendeu ainda que haja uma saída negociada para Michel Temer, que garanta a eleição de novo presidente e vice nas eleições ordinárias de 2018. Ele também levantou a bandeira de uma Assembleia Constituinte Exclusiva.

Assista ao vivo à sessão da CAE: