Temer põe Exército para conter manifestações pelas Diretas Já

Publicado em 24 maio, 2017
Compartilhe agora!

O ilegítimo Michel Temer (PMDB) autorizou o Exército ocupar a Esplanada dos Ministérios contra os manifestantes favoráveis às eleições Diretas Já.

O Estado de Defesa valerá de hoje (24) até a próxima quarta-feira, dia 31 de maio, quando o Senado deverá votar a PEC 67/2016, que prevê a realização de Diretas Já em caso de vacância da vice e da presidência da República.

O ministro da Defesa Raul Jungmann assim justificou o decreto presidencial:

“Atendendo à solicitação do presidente da Câmara e também levando em conta que uma manifestação estava prevista como pacífica e degringolou em violência, vandalismo e agressão, o senhor PR decretou uma ação de garantia da lei e da ordem. E nesse instante tropas federais já se encontram neste Palácio, no Itamaraty e chegarão novas tropas para que os ministérios fiquem incólumes.”

A sessão da Câmara Federal teve que ser suspensa, pois parlamentares governistas e oposicionistas foram às vias de fatos. Houve muita gritaria e empurra-empurra no plenário.

Do lado de fora, a PM continua despejando bombas contra os manifestantes. O covarde massacre teve início por volta das 14 horas.

Compartilhe agora!

Comments are closed.