Meirelles na marca do pênalti; assista

Publicado em 24 maio, 2017

O ministro da Fazenda Henrique Meirelles entrou na marca do pênalti. Ou seja, ele deverá ser demitido nas próximas horas.

Coube ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL) colocar o “guizo no gato” durante a audiência pública sobre a reforma trabalhista, que, por óbvio, terminou em confusão nesta quarta-feira (24) no Senado.

Meirelles era um dos nomes da Globo e dos rentistas para uma eventual eleição indireta, isto é, após a queda do ilegítimo Michel Temer (PMDB).

Afinal, o que fez e o que disse Meirelles para perder a “cabeça”? Ora, primeiro detonou a economia e 15 milhões de empregos; almejava ainda escravizar os trabalhadores com a reforma trabalhista; e conspirava para ocupar o lugar de Temer.

“Eu teria demitido o ministro Henrique Meirelles que saiu do silêncio de seu gabinete para dizer à imprensa que ‘com Michel ou sem Michel’ iria tocar essas reformas no Brasil”, sentenciou o senador Renan Calheiros.

Para o parlamentar, que é líder do PMDB, a maior bancada no Senado, o grau de complexidade no país não comporta mais essa ingênua declaração do ministro da Fazenda.

Nesta quarta-feira (24), cerca de 100 mil pessoas participam do #OcupaBrasília. A manifestação é pelas Diretas Já e pelo fim das reformas previdenciária e trabalhistas.

Os movimentos que estão no DF para pedir Fora Temer poderão trazer, de lambuja, a “cabeça” de Henrique Meirelles.

Nunca é demais recordar que Meirelles, festejado pela Globo e rentistas, esteve ligado ao Grupo J&F, controlador do frigorífico JBS. Ele presidiu o Conselho de Administração entre 2012 e 2016, de onde saiu para o governo golpista de Michel Temer.

Comments are closed.