Curitiba vai às ruas domingo pelas Diretas Já

Palco do primeiro comício pelas Diretas Já na democratização do país, em 1984, Curitiba voltará ao protagonismo nacional ao realizar neste domingo (21), às 14 horas, na Praça Santos Andrade (UFPR), com chuva ou sol, uma nova manifestação pela saída de Michel Temer e por eleições diretas.

O Fora Temer, que já era uma unanimidade nacional, tornou-se imperioso para a paz social após virem a público as gravações de Joesley Batista, dono da JBS, que revelaram ter sido o golpe de Estado alimentado por propinas, bem como a compra da eleição do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara.

Temer não tem mais condições de continuar governando o Brasil. Aliás, o ilegítimo já não governa mais depois que o STF abriu investigação contra ele por obstrução da Lava Jato e recebimento de propina.

“É insustentável toda essa crise com Temer na presidência. Se ele nega renunciar, continuaremos na luta junto a vontade do povo e pediremos Eleições Diretas”, diz a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) — a “Senhora Diretas”.

Enfim, Curitiba se reencontrará com sua vocação democrática neste domingo ao sair às ruas pelas Diretas Já.

Dai, pois, ao povo o que é do povo: o direito de eleger pelo voto direto o presidente da República.

Serviço:
Manifestação Fora Temer, Diretas Já!
Data: domingo, dia 21 de maio
Horário: 14 horas
Local: Praça Santos Andrade (UFPR), centro, Curitiba.

64 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Eu também quero votar para presidente.

  2. Aqueles 3800 que foram no depoimento do lulaldrão?

  3. Que mané Diretas Já! Isso não existe na nossa CF/88! Você é burro?????? Peçam então um PEC para mudar a CF neste ponto! Se conseguirem, muito bem! Mas parem de fazer o mesmo pedido que os que pedem Intervenção Militar! Tá feio já!

  4. Será que Lula e Dilma irão financiar as Direitas Já com a grana do exterior?

  5. poucos vão se misturar com tralhas comunistas….quer votar???enquanto esses trastes continuarem na politica e não forem presos num dá pra ter eleição..

  6. diretas já na cadeia bando de safados…

  7. Não é solução para o país, só para certa pessoa !

  8. Curitiba não vai. Vão uns idiotas uteis, mortadelas, desocupados, black blocs e outros parasitas..

    * vão sonhando com diretas já.
    A única direta já será a prisão do bebum

  9. Parlamentares da oposição — PT, PCdoB, PSol, PDT, Rede, PSB, além de integrantes de partidos como PTB e PHS — apresentaram, na tarde desta quinta-feira (18), um pedido de impeachment do presidente golpista Michel Temer (PMDB) por crime de responsabilidade e obstrução da Justiça.

    O documento foi protocolado em ato simbólico no Salão Verde, com parlamentares e dezenas de apoiadores bradando “ Fora Temer! e Diretas Já!”. Caberá agora ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidir pela admissibilidade do pedido para que uma comissão especial seja instalada.

    O pedido tem como base a denúncia publicada no jornal “O Globo” em que Temer aparece dando aval para a compra de silêncio de Eduardo Cunha por Joesley Batista, da empresa JBS. A reportagem consta no pedido. Na denúncia do jornal, Temer aparece indicando o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para interceder em favor da JBS. Em outra gravação, o deputado aparece recebendo uma mala om R$ 500 mil.

    Segundo o pedido, Temer cometeu crime de responsabilidade ao violar o artigo 85, inciso II, da Constituição Federal, e os artigos 4º, inciso II, e 6º, item 5, da Lei 1.079, de 1950.

    “De forma evidente, ao tomar conhecimento do pagamento, para fins ilícitos, de mesada aos referidos réus da Operação Lava-Jato, o Sr. PRESIDENTE DA REPÚBLICA, ora denunciado, deveria acionar prontamente os órgãos competentes para apurar os fatos e responsabilizar seus autores. Ocorre que, em lugar disso, estimulou e ordenou que os atos ilícitos continuassem a ocorrer”, diz o texto.

    Conforme lembrou o líder do PT, Carlos Zarattini (SP), a Constituição tipifica como crime de responsabilidade atos que atentem contra o livre exercício dos poderes Legislativo, Judiciário e dos poderes constitucionais das unidades da Federação. “O presidente da Câmara não tem motivo para não decidir pela admissibilidade e instalar a comissão especial. Temer, diante de todas as provas, não tem condição de governar: é ilegítimo e cometeu crime de responsabilidade”.

    Diretas Já
    Para Zarattini, a saída de Temer , a convocação de eleições diretas o mais rápido possível é vital para o País voltar a crescer, gerando empregos e renda. “Só um governo legítimo conseguirá implementar políticas públicas que levem o Brasil de novo à rota do desenvolvimento”.

    Zarattini observou que Temer, além de ter cometido o crime de obstrução da Justiça, ao apoiar a proteção a Eduardo Cunha, comete também “ataques diários aos direitos do povo brasileiro, com reformas que são verdadeiros atentados à população, como o desmonte da legislação trabalhista e da Previdência”.

    Zarattini observou que é fundamental também a aprovação da PEC 227/16, de autoria de Miro Teixeira (Rede-RJ), que deve ser analisada semana que vem pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.
    Com o pedido de da oposição, já são oito processos de impeachment contra Michel Temer em tramitação na Câmara. O documento não foi assinado pelos parlamentares para que eles não ficassem impedidos de votar. O entendimento é que eles não podem ser autores e juízes ao mesmo tempo.

    O pedido conjunto da oposição assinado pelo presidente do PSB, Carlos Siqueira, pelo presidente do PSOL, Luiz Araújo, por Alexandre José da Conceição (MST), pela ex-deputada do PCdoB Perpétua de Almeida (AC), e pelos professores da Universidade de Brasília (UNB) Beatriz Vargas e Marcelo Neves.

    O pedido de impeachment seria protocolado durante a sessão plenária, mas ao saber da intenção da oposição de usar a transmissão da TV Câmara para apresentar o pedido, o vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), encerrou os trabalhos.

    “Não tem mais saída, Temer precisa renunciar”, disse Zarattini. Ele lembrou que já está havendo manifestações em todo o País em favor da renúncia de Temer e a convocação de novas eleições. No dia 24, milhares de sindicalistas e militantes de movimentos sociais virão a Brasília para reforçar o Fora Temer! e denunciar as reformas trabalhistas e da Previdência que estavam em análise no Congresso.

    Segundo Zarattini, a tramitação dessas matérias deve ficar virtualmente paralisada, com as denúncias que envolvem Temer. No plenário, Zarattini fez um discurso onde afirmou que Temer não tem legitimidade para continuar no cargo e que o País continuará “enfrentando o caos” se ele não for afastado. “Esse presidente já passou da hora de ir embora”, afirmou.

    Veja aqui a íntegra do pedido protocolado (pedido de impeachment de Michel Temer).

    Abaixo, o momento em que o pedido foi protocolado:

    Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do PT na Afrochamber – Câmara de Comércio Afro-Brasileira

  10. Só vou pra rua se for pra apoiar o EXERCITO, pois todo movimento tem um politico corrupto por trás! A JBS mostrou as contas de propina de Lula e Dilma no valor de MEIO BILHÃO!

  11. a nova ordem mundial tentou dar o golpe na Turquia e agora tentaram dar o golpe no Brasil os comunistas estão procurando e vão achar as forsas belicas vão começar a dar um recadinho bem maroto é chumbo quente no rabo dos comunistas