Por Esmael Morais

Centrais sindicais convocam greve geral para junho #DiretasPorDireitos

Publicado em 29/05/2017

O calendário foi discutido nesta segunda-feira (29) no Tuca (Teatro da Pontifícia Universidade Católica), em São Paulo, onde também foi lançado um Plano Popular de Emergência.

O Plano apresentado esta noite pela Frente Brasil Popular, que reúne centrais, movimentos sociais, partidos e intelectuais, consiste na realização de eleições diretas para presidente ainda em 2017, reforma política, e na reivindicação de mais direitos sociais.

O documento também rechaça as reformas trabalhista e previdenciária pretendidas pelo governo Temer.

Participaram do encontro a CUT (Central Única dos Trabalhadores), a Força Sindical, CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), UGT (União Geral dos Trabalhadores), Nova Central Sindical de Trabalhadores, CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), Intersindical, CSPConlutas, dentre outras organizações.

Assista ao vídeo:

O Plano de Emergência para o Brasil é organizado em dez eixos:

1) Democratização do Estado;

2)Política de Desenvolvimento, emprego e renda;

3)Reforma Agrária e agricultura familiar;

4)Reforma Tributária;

5) Direitos sociais e Trabalhistas;

6) Direito à saúde, à educação, à cultura, à moradia

7) Segurança pública;

8) Direitos humanos e cidadania;

9) Defesa do meio ambiente;

10) Política externa soberana.