Beto Richa, de “Piloto” a “Papa”

O governador do Paraná Beto Richa (PSDB), o “Piloto” nas planilhas da Odebrecht, em entrevista à Jovem Pan, reclamou da “falta de ética” de Lula e dos governos do PT.

Toda vez que o tucano respira os ares paulistanos, ele sofre um “tutucho” na cabeça.

Parece que ele quer desistir de concorrer ao Senado, em 2018, para disputar o cargo do Papa Francisco.

O diabo é que o tucano, o “Piloto”, está enrolado em todo tipo de corrupção possível e imaginável.

Beto Richa é réu e é investigado em ações penais no STJ acerca da Lava Jato; corrupção na Receita Estadual (Operação Publicano); desvio de verbas da educação (Operação Quadro Negro); corrupção no Porto de Paranaguá (Operação Superagui); etc.

Quem é Beto Richa para falar em “moral” e “ética”?

Parece que Beto Richa, de “Piloto”, quer ser Papa.

Comentários encerrados.