Caiu o presidente da ParanáPrevidência

Publicado em 17 abril, 2017
Compartilhe agora!

O conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Paraná e ex-chefe da Casa Civil do governo do Estado, Rafael Iatauro, foi demitido da presidência da ParanáPrevidência pelo governador Beto Richa (PSDB).

As circunstâncias do desligamento são ainda muito nebulosas, mas, no Centro Cívico, os rumores dão conta de que Iatauro teria barrado a compra de um software de R$ 30 milhões, com o que sobrou da poupança previdenciária dos servidores, contrariando interesses de gente influente no governo.

O ex-presidente da ParanáPrevidência é sogro do conselheiro e corregedor do TCE Fábio Camargo.

Durante o feriadão de Páscoa, os “bombeiros” do Palácio Iguaçu e da Assembleia Legislativa trabalharam bastante para apagar o incêndio político que ameaçava se alastrar por todo o governo Richa.

Ao final da operação abafa, parece que Rafael Iatauro acabou “caindo para cima”, isto é, ele deverá ser nomeado em cargo de diretoria da Copel – a estatal de energia – com salário de R$ 130 mil ao mês.

Iatauro estava no comando da ParanáPrevidência desde agosto de 2015, portanto há menos de dois anos.

Antes, em abril de 2015, o confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária do funcionalismo público, pelo governador Beto Richa, foi traduzido pelo massacre de 213 professores na Praça Nossa Senhora do Salete, no Centro Cívico, em Curitiba.

Compartilhe agora!

Comments are closed.