STJ abre novo inquérito contra Richa

Compartilhe agora!

É de perder as contas. A ministra do STJ Nancy Andrighi autorizou nesta quinta (30) abertura de novo inquérito contra o governador do Paraná Beto Richa (PSDB).

O tucano é suspeito de envolvimento em fraudes na concessão de licenças ambientais para o Porto de Paranaguá, originada pela Operação Superagui do Gaeco.

A bronca de 2015 envolve o Instituto Ambiental do Paraná, autarquia do governo do estado. No entanto, o processo corre em segredo de Justiça.

O Palácio Iguaçu vê “absurdo” nesse novo inquérito do STJ e diz que Beto Richa “comprovará inocência” ao final do processo.

Beto Richa já réu no STJ em ação que investiga propina na Receita Estadual. O desfalque no erário estadual seria de R$ 2 bilhões. Parte desse dinheiro teria irrigado a campanha de reeleição do governador do PSDB.

Richa ainda é alvo de investigação de corrupção na educação na Justiça Federal. De acordo com a Operação Quadro Negro, o tucano é suspeito num desfalque de R$ 50 milhões que seriam destinados à construção de escolas.

O governador do PSDB também consta na “Lista de Janot”, igualmente remetida ao STJ, por recebimento de propina da Odebrecht.

Compartilhe agora!

Comments are closed.