‘Corrupção continua mesmo com Beto Richa citado na Lava Jato’, diz amigo de infância de governador tucano

Publicado em 26 março, 2017
Compartilhe agora!

O empresário e ex-deputado Tony Garcia, amigo de infância de Beto Richa (PSDB), afirmou neste sábado (25) que o endêmico esquema de corrupção continua no governo do Paraná, mesmo após o tucano ser denunciado na Lava Jato e nas operações Publicano e Quadro Negro.

Em novembro de 2015, Tony Garcia escreveu uma “carta aberta” dizendo que seu amigo de infância sabia da corrupção na Receita Estadual cujo desfalque no erário bate a casa dos R$ 2 bilhões.

“O Beto [Richa] sabia, há mais de 3 anos, que tinha corrupção na Receita Estadual”, declarou Garcia. “Eu avisei que Luiz Abi estava achacando empresários, mas ele não dava ouvidos. Dizia que era mentira”, completou naquela época, referindo-se ao primo não muito distante do tucano.

Tony Garcia volta à carga ontem à noite em postagem no Facebook. Ele jura que avisou Beto Richa sobre “maracutaia na montagem da PPP da rodovia BR-323 capitaneada pela Odebrecht”.

De acordo com o amigo de infância de Beto Richa, a obra da PR-323, orçada em R$ 8 bilhões, prevê o depósito anual de R$ 95,7 milhões pelo governo do estado para ajudar a custear as despesas com a duplicação de 220 quilômetros da rodovia entre Paiçandu e Francisco Alves.

Abaixo, leia a íntegra da nova postagem de Tony Garcia:

A LAVA JATO PARECE NÃO INTIMIDAR GOVERNANTES E AGENTES PÚBLICOS.

Os nossos políticos parecem não terem aprendido nada com os três anos de Lava Jato, em vez de procurarem instrumentos que coíbam a corrupção, andam atrás de buscarem em leis, formas de perpetuarem-na. Prestam um desserviço à nação. No Paraná, vejo com tristeza um bom amigo de outrora, hoje governador, envolvido na Lista de Janot, Quadro Negro e Publicano, juntamente com seu primo distante Luis Abi.

Estive ao lado dele desde o início de sua vida pública, foi uma das pessoas mais sensatas que conheci, hoje, porém, vejo-o perdido em um mar de lama e afastado dos bons princípios herdado de seus ótimos pais.

Alerto-o, como sempre fiz, de maracutaias engendradas no palácio que um dia seu pai ocupou com dignidade e honestidade, faço-o na intenção de afastá-lo de mal feitos que, com a autoridade que detém, pode e deve extirpá-los.

Para minha enorme surpresa, nada faz, segue em frente, desdenha da opinião pública, e não consegue enxergar que a Lava Jato mudou o comportamento dos brasileiros, hoje, todos muito atentos à movimentos inescrupulosos.

Beto Richa ainda tem tempo de se redimir dos erros cometidos, todos os humanos cometem erros, mas para isso, primeiramente, deve assumi-los, e não mais buscar na negação, o que ninguém mais acredita. O povo pode até perdoar o pecado quando assumido, mas não perdoa o cinismo e a desfaçatez.

Em 2014 alertei Beto Richa que havia maracutaia na montagem da PPP da rodovia 323 capitaneada pela Odebrecht, não ouviu, foi em frente, deu no que deu, entrou para a LISTA DE JANOT.

Deixo aqui o registro que, mais uma vez se trama dentro do palácio maracutaias em órgãos públicos na intenção de criarem dificuldades para venderem facilidades à fornecedores do estado. Modus operandi idêntico aos praticados na receita estadual revelados na operação Publicano. Qualquer semelhança também, pode ser mera coincidência!!! Não acham?

Torno isso público hoje para que o governador Beto Richa não alegue à frente desconhecimento, visto eu ter lhe alertado durante muito tempo que fiscais da receita estavam praticando extorsão em várias empresas de conhecidos e amigos nossos, nada fez, deu no que deu, foi indiciado junto com Luis Abi na PUBLICANO. Firmo aqui o compromisso de tornar público cada movimento que chegar ao meu conhecimento destes desmandos praticados por agentes públicos, pois muitos empresários passando pela crise que assola o país, temem denunciarem e serem massacrados pelo poder do estado. Encontrarão em mim uma voz que não se curva nem teme esse poder. Beto Richa, QUEM NÃO TEM VISÃO BATE A CARA CONTRA O MURO.

TONY GARCIA
25 DE MARÇO DE 2017

Compartilhe agora!

Comments are closed.