“Sangue nos olhos” na volta às aulas no PR

Compartilhe agora!

Educadores e alunos das 2,1 mil escolas da rede pública voltam às aulas nesta semana com “sangue nos olhos” no Paraná.

Apesar das maldades do governador Beto Richa (PSDB), os educadores decidiram em assembleia no sábado (11) iniciar o ano letivo sem greve.

Entretanto, a educação marcou paralisação contra o tucano no dia 15 de março. A categoria quer ganhar tempo para se reorganizar no chão da escola.

O governo do estado sonhava como uma greve para suspender a volta às aulas e isolar politicamente a APP-Sindicato, mas, pelo visto, o feitiço virou contra o feiticeiro: foi comido.

A entidade promete fazer marcação “homem a homem” em Beto Richa até o dia que ele deixar o Palácio Iguaçu (provavelmente em 1º de abril de 2018).

Os estudantes também estão revoltados com a reforma do ensino médio, o que aumenta a tensão no ambiente escolar.

Como a questão da MP 746 mal resolvida desde o ano passado, os alunos não descartam reocupar as escolas no estado e no país.

Abaixo, leia a íntegra do calendário de atividades aprovado pela assembleia da APP-Sindicato:

Calendário de Mobilizações:

–> Dia 13 e 14 de fevereiro: Dias Pedagógicos na escola com debate da pauta e eleição de representantes de escola.
–> Dia 15 de fevereiro: Primeiro dia da Hora-Atividade Legal em defesa da escola e da educação pública.
–> Dia 21 de fevereiro: Hora-atividade Legal
–> 03 de março: Hora-atividade Legal
–> 08 de Março: Mobilização Nacional “As mulheres vão parar”
–> Hora-atividade Legal, aula pública em frente às escolas e integração aos atos dos movimentos de mulheres.
–> 15 de Março: Início da Greve Geral da Educação.

Pauta da greve (15 de março):

1) Pelo fim das maldades do governo Beto Richa contra a Educação Pública.
2) Pelo fim dos calotes com a categoria.
3) Pelo Direito à Saúde de professores(as) e funcionários(as).
4) Pelas manutenção dos direitos conquistados da carreira.
5) Pela Revogação da Resolução da Distribuição de Aulas.
6) Pelo Cumprimento da Lei da Data Base – reajuste da inflação.
7) Pelo Cumprimento da Lei do Piso.
8) Pelo cumprimento da Lei da Hora-Atividade.
9) Contra a Reforma da Previdência.
10) Contra a Reforma Trabalhista.
11) Pela revogação da lei da reforma do Ensino Médio

Realização da hora-atividade LEGAL:

a) Organização de Caravanas da Educação
b) Construção da greve geral com as demais categorias
c) Recepção ao governador e aos(às) deputados(às) federais
d) Participação nas plenárias do FES.
e) Organização de uma campanha publicitária denunciando e relacionando entre si as malvadezas do Beto Richa, do prefeitos e do governo federal, bem como chamamento da comunidade para valorização dos(as) trabalhadores(as) em educação.
f) Reuniões com prefeitos(as), parlamentares e lideranças.
g) Realização de concentrações, plenárias, caminhadas e outros atos públicos nos 399 municípios.Ação junto às Câmaras Municipais para aprovação de requerimento aos deputados(as) estaduais de cada região pela aprovação de um decreto legislativo revogando a resolução de distribuição de aulas

Compartilhe agora!

Comments are closed.