Por Esmael Morais

Sarney na “suruba” do STF

Publicado em 22/02/2017

O peemedebista fora gravado pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado tramando para “estancar a sangria” da Lava Jato e trabalhando pela “Solução Michel”.

No entanto, o Supremo tirou o caso da jurisdição do juiz Sérgio Moro e o assumiu.

Sarney foi selecionado para entrar na “suruba”, para usar uma expressão do senador Romero Jucá (PMDB-RR).

“Se acabar o foro, é todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba. Não é uma suruba selecionada”, dissera um dia antes o “vidente” e “filósofo” Jucá.

O STF vai colecionando desmoralizações.

Primeiro, proibiu Lula de assumir a Casa Civil no governo Dilma Rousseff.

Depois, em caso idêntico, autorizou Moreira Franco virar ministro de Michel Temer.

Agora, criou foro privilegiado a Sarney.

Ou seja, mesmo em tempos de Lava Jato, os rigores da lei continuam alcançando preto, pobre, puta e petista.

Santa desmoralização!