Provocação: Rossoni manda um “abraço” a professores PSSs desempregados; assista

O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni (PSDB), braço direito do governador Beto Richa (PSDB), durante uma live (transmissão ao vivo) no Facebook, neste domingo (5), mandou um “abraço” para os professores PSSs desempregados.

“A Cris está chorando… Cris Moreno… Tá chorando agora… Ela mandou uma fotografia… Não chore, Cris… O mundo é bom”, provocou o tucano.

Um professor PSS de História, do Núcleo de Londrina, não identificado por questões óbvias, classificou a provocação de Rossoni como um “escárnio”.

Outra professora de Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba, sob proteção da identidade, também protestou contra a live do chefe da Casa Civil:

“Sou QPM [Quadro Próprio do Magistério] mas estou bastante chateada com o vídeo. Chega a ser humilhante. O tal comentário”, disse.

Na próxima sexta-feira, dia 10, os PSSs entrarão na luta por um lugar ao Sol. Desde já, as poucas vagas existentes no estado estão sendo disputadas literalmente no tapa.

“O Beto Richa reduziu as horas-atividades e fechou turmas para não nos contratar. Não tem aula nem para concursado antigo”, relatou ao Blog do Esmael o professor de História londrinense.

De fato a redução da hora-atividade, prevista na resolução 113/2017, de cara, eliminou ao menos 7 mil vagas para os professores do regime PSS. Com o fechamento de turmas, possivelmente, esse número ultrapasse 10 mil professores a menos na educação básica deste ano.

Histórico de provocações

Valdir Rossoni tem um histórico de provocações contra os professores. Em maio de 2015, por exemplo, ele xingou a professora Adriane Sobanski de “biscate” pelo Facebook.

No mês passado, o tucano, em nome do governador Beto Richa, sugeriu que são “vagabundos” os professores que adoecem em sala de aula.

Abaixo, assista à provação de Rossoni:

Comentários encerrados.