“Foi uma facada nas costas”

Publicado em 7 fevereiro, 2017
Compartilhe agora!

O deputado Ney Leprevost (PSD), em discurso na Assembleia Legislativa, disse que o aumento da passagem de ônibus em Curitiba foi uma “facada nas costas” dos curitibanos desferida pelo prefeito Rafael Greca (PMN).

“Foi uma facada nas costas, uma punhalada nas costas”, frisou Leprevost, que disputou o segundo turno das eleições 2016 com Greca.

O parlamentar informou que pedirá uma rigorosa investigação do aumento abusivo na tarifa de ônibus de Curitiba, que, segundo ele, beneficia apenas um monopólio que fez campanha para seu adversário.

“O aumento na tarifa de ônibus, a mais cara do país, configura um estelionato eleitoral”, discursou o deputado do PSD, ao lembrar que Rafael Greca falava em tarifa justa ao passo que ele, Ney, defendia redução de R$ 0,15 na passagem.

A tarifa do ônibus subiu 15% ontem (6), em Curitiba, saltando de R$ 3,70 para R$ 4,25. O aumento foi de R$ 0,55.

Na sessão desta terça (7), na ALEP, o deputado Tadeu Veneri (PT) também informou que ajuizou uma ação popular contra o aumento no preço da tarifa de ônibus na capital paranaense.

Compartilhe agora!

Comments are closed.