Por Esmael Morais

Delatado, Padilha não resiste

Publicado em 24/02/2017

Delatado por José Yunes, ex-assessor e principal amigo de Temer, Padilha não resistiu.

Oficialmente, o ministro da Casa Civil informa que se “licencia” — para não voltar mais — com o objetivo de fazer uma cirurgia na próstata.

Na quarta-feira, José Serra também alegou problemas de “saúde” para abandonar o ministério das Relações Exteriores.

Antes de Padilha, caíram os seguintes golpistas: José Serra (Relações Exteriores), Romero Jucá (Planejamento), Fabiano Silveira (Transparência), Henrique Eduardo Alves (Turismo), Fábio Medina Osório (Advocacia Geral da União) e Geddel Vieira Lima (Governo).