Nas vésperas do Natal, Richa vai demitir 38 mil professores no Paraná

Compartilhe agora!

Coração de pedra, o governador do Paraná Beto Richa (PSDB) anunciou nesta terça (20) que vai demitir 38 mil educadores contratados em regime PSS (Processo Seletivo Simplificado). Legalmente, o tucano não precisaria fazer tamanha maldade nas vésperas do Natal.

A Lei 108/2005 permite que o contrato PSS seja prorrogado por até dois anos, mas, não foi esta a decisão de Beto Richa.

“É mais uma decisão equivocada deste comitê criado pelo governador e que só faz atacar os direitos dos servidores. Primeiro decidiu suspender o pagamento da nossa data-base, agora decide, por uma questão de economia, prejudicar a vida de milhares de trabalhadores. Não concordamos”, protestou Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato.

O governador do PSDB se vinga mais uma vez do magistério pelo ranking de pior avaliado no país, na frente até mesmo do homólogo gaúcho Ivo Sartori (PMDB).

As sucessivas maldades de Richa contra professores e funcionários das 2,1 mil escolas da rede pública do estado se repetem todos os anos. Ele fez a mesma coisa na véspera do Natal do ano passado (clique aqui para relembrar).

O governador tucano transformou o massacre de 29 de abril de 2015 em moto-perpétuo, que nunca para, contra os educadores e o povo paranaense. Somente as urnas, em 2018, serão capazes de fazer cessar esse ciclo de maldades.

Compartilhe agora!

Comments are closed.