Outra vez, Lava Jato levantou a bola para Lula