Por Esmael Morais

Romero Jucá, inimigo da Lava Jato, assume liderança de Temer no Congresso Nacional

Publicado em 17/11/2016

Jucá foi defenestrado do Ministério do Planejamento, em maio, 12 dias após assumir o cargo, pois fora flagrado em áudios tramando contra a existência da operação conduzida pelo juiz Sérgio Moro. (Clique aqui para relembrar).

Nos preparativos para o golpe de Estado, que derrubou a presidente eleita Dilma Rousseff (PT), Jucá disse em conversa gravada com o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que um eventual governo Michel Temer deveria construir um pacto nacional “com o Supremo, com tudo” para delimitar e parar a Lava Jato.

“Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria”, defendeu o senador.