Projeto que autoriza ‘abuso de autoridade’ é adiado para terça 22 na Câmara

aliel_onyx_deltanO deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), relator do PL 4850/16, que autoriza o abuso de autoridade de juízes e integrantes do Ministério Público, sem votos, manipulou para adiar a votação do pacote na comissão especial para a próxima terça-feira (22).

“Lamentáveis essas manobras”, criticou o deputado Aliel Machado (REDE-PR).

Chamado pelo seu idealizador o procurador Deltan Dallagnol como “medidas contra a corrupção”, na verdade o projeto criminaliza o mundo político ao tempo em que isenta de responsabilidades o mundo do judiciário por eventuais abusos de autoridade.

A tendência é que essa excrecência leve fumo em plenário, na Câmara. Caso passe, no Senado terá como relator o senador Roberto Requião (PMDB-PR) tido como um dos poucos “garantista” no Congresso Nacional, ou seja, defensor do devido processo legal e do Estado Democrático de Direito.

“Vamos iluminar essa questão do abuso de autoridade no Brasil. Mesmo com o horror da mídia, pois não se pode encerrar a luz”, garantiu o senador peemedebista.

A reprovação do projeto no Congresso Nacional significará uma derrota política de procuradores e juízes da Lava Jato que anseiam uma anistia geral e irrestrita, isto é, um estado de exceção para atuar em nome da ética e dos bons costumes…

Comments are closed.