PHA sugere que Hillary Clinton seria eleita presidenta se EUA tivessem adotado a urna eletrônica brasileira

Publicado em 9 novembro, 2016
Compartilhe agora!

pha_urnasO jornalista Paulo Henrique Amorim, o PHA, em seu Conversa Afiada, sugere nesta quarta (9) que o resultado da eleição poderia ter sido outro se os Estados Unidos tivessem adotado a urna eletrônica brasileira nas votações. Ou seja, a “jabuticaba” brasileira, isto é, a urna brasileira, poderia ter dado aos norte-americanos, muito provavelmente, Hillary Clinton ao invés de Donald Trump presidente eleito…

Abaixo, leia o que registrou PHA:

Urna eletrônica: uma jabuticaba brasileira

Nos EUA, só 10% dos votos não podem ser conferidos

Como se sabe, por motivos que se escondem onde a coruja dorme, o Brasil é o único país (supostamente sério) do mundo em que os votos não podem ser conferidos.

Porque nao há o papelzinho do Brizola.

A ONU fez um levantamento sobre que sistemas de votar deveriam ser utilizados nas novas democracias do mundo, e o sistema brasileiro foi sumariamente rejeitado, porque não pode ser conferido.

Porque não tem o papelzinho do Brizola…

O site russo Sputnik revelou que, nas eleições de ontem nos Estados Unidos, onde a mídia tomou uma surra, com os datafalhas e globopes, apenas dez por cento dos eleitores votam nas urnas eletrônicas.

E, felizmente, não ficam nos Estados cruciais, com a exceção da Geórgia e partes da Pensilvânia.

Como sempre, o Brasil é de uma originalidade comovente.

PHA

Compartilhe agora!

Comments are closed.