Moro determina a ‘exclusão’ de Toffoli da Lava Jato; leia o despacho

mendes_toffoli_moroO ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, não pode ser citado pela PF no relatório da Lava Jato. A decisão é do juiz Sérgio Moro, que determinou a exclusão do trecho que descreve a relação de Toffoli com a família José Carlos Bumlai — investigado pela operação.

“Assim, o relatório, sem base qualquer, contém afirmação leviana e que, por evidente, deve ser evitada em análises policiais que devem se resumir aos fatos constatados”, despachou Moro, nitidamente puxando a orelha do agente da PF Antonio Chaves Garcia.

O magistrado da Lava Jato se apavorou com a passagem no texto afirmando que a família Bumlai, em razão dos contatos acima encontrados, detinha uma influência política muito grande durante o período em que o Partido dos Trabalhadores (PT) estava no poder. E ainda “a influência não era somente em agentes políticos da Administração Pública, mas também na Suprema Corte, na pessoa do Ministro Toffoli”, detalha o documento da PF.

Dias Toffoli é protegido do ministro Gilmar Mendes no STF, logo tem razão Moro em remover a citação no relatório. Portanto, esse caso confirma como verdadeiro aquele ditado segundo qual passarinho que come pedra sabe o [c] que tem… Ou seria a consagração da máxima segunda qual corvo não come corvo?

Leia a íntegra do despacho:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2016/11/pf_toffoli_bumlai_moro.pdf

Comments are closed.