Liminar derruba sessão da ALEP; oposição tem pela primeira vez 18 assinaturas

richa_traiano_neyO presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSDB), leu em plenário a liminar que suspendeu o calote na data-base dos servidores. A decisão do TJPR derrubou a sessão, que será reaberta extraordinariamente às 19h30 desta terça (22).

A bancada suprapartidária considerou a suspensão da sessão para “ganhar tempo” uma afronta à decisão do desembargador Jorge Oliveira Vargas.

Por outro lado, a bancada suprapartidária — de acordo com o deputado Péricles Mello (PT) — conquistou 18 assinaturas necessárias para modificar o texto do governador Beto Richa (PSDB), caso a liminar seja cassada no Tribunal de Justiça do Paraná.

O deputado Ney Leprevost (PSD) foi a 18ª assinatura que faltava à oposição. Ou seja, esse número mágico foi atingido pela primeira vez. Com essa quantidade de subscrições é possível, inclusive, abrir comissões de investigações (CPIs) tais como a da Operação Quadro Negro (desvio de recurso da educação).

Para instalar CPI na ALEP são necessárias exatas 18 assinaturas, ou 1/3 dos 54 parlamentares.

Enfim, a situação é bastante tensa no Centro Cívico, em Curitiba.

Pelo sim pelo não, a PM continua nos porões da ALEP pronta para dar proteção especial à Bancada do Camburão.

Comentários encerrados.