Por Esmael Morais

Gleisi aprova na CAE limite de 28% aos juros no cartão de crédito; hoje, taxa é de quase 500%

Publicado em 29/11/2016

De acordo com a parlamentar, o texto aprovado hoje limita a 28% os juros no cartão de crédito ao ano. Em setembro, a taxa anual média do juro do cartão no Brasil foi de 436% — a maior do mundo.

Gleisi espera que o plenário do Senado vote ainda hoje a limitação dos pornográficos juros do cartão de crédito.

A CAE também aprovou projeto do senador Lindbergh Farias (PT-RJ) que obriga o Banco Central (BC), também conhecido como Banco Central do Itaú, a observar o estímulo ao crescimento econômico e à geração de empregos na hora de definir a política de juros.

Para quem não sabe, o BC é presidido pelo banqueiro Ilan Goldfajn — economista-chefe e sócio do banco Itaú.

A vinculação entre a Selic e os estímulos à economia consta do Projeto (PLS 146/2016), que segue para o Plenário. Na opinião do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), autor do texto, “o BC não pode perseguir a estabilidade da moeda a qualquer preço”.

Abaixo, assista às explicações de Gleisi: